11.2.16

CARNAVAL 2016

Charge do Luscar, que foi do inesquecível Pasquim, meu vizinho e amigo nos anos 80 em Santa Teresa, agora vivendo em Sampa e cheio de verve como sempre

Salve a nossa querida Mangueira, campeã do Grupo Especial, salve a Tuiuti tão pertinho da Mangueira (geograficamente) e agora sua colega na "primeira divisão", salve o samba onde o nosso povo humilde e tão desassistido (que mora na favela ou no subúrbio, não em triplex à beira-mar com elevador privativo e cozinha de não sei quantas dezenas de milhares de reais) dá a volta por cima e deslumbra os brasileiros e o mundo oferecendo o maior espetáculo da face da Terra, os desfiles das escolas de samba, salve salve!

No “Carnaval da crise” fomos sábado ao segundo dia de desfile das escolas de samba da Série A, bem mais barato que o grupo especial (50 reais no setor turístico com cadeiras numeradas) mas belíssimo também... Domingo percorremos as ruelas e ladeiras estreitas do Morro da Conceição atrás da Banda da Conceição, um “Carnaval de Olinda”, imagino, no Rio de Janeiro. Segunda-feira, edição de Carnaval do tradicional Samba do Trabalhador no Clube Renascença no Andaraí. Terça-feira fui filmar (como fiz nos últimos anos) o concurso das turmas de bate bola na Cinelândia. O filme você pode ver no YouTube. Depois os blocos afro e outros na Graça Aranha (a Rio Branco agora está em obras), os divertidamente desafinados Amigos do Zé (Vem que tem axé / Chegou os amigos do Zé / No coração felicidade / Salve a malandragem!!!!!), a bateria tonitruante do Orunmilá e enfim quase onze da noite, nós mortos de cansaço, após longa concentração que parecia não acabar mais, eis que o Cacique inicia o desfile que encerrou o Carnaval de 2016!

Sambódromo (quase) lotado no desfile das escolas da Série A (a segunda divisão do samba) no sábado

Não foi desta vez que o Império Serrano subiu para o grupo especial

Acadêmicos do Cubango: mestre-sala e porta-bandeira

Acadêmicos do Cubango: A Grande Serpente Marinha e o Palácio de Netuno

Fim de desfile na Apoteose

Fim de festa na Apoteose

Bate bola categoria sombrinha

Bate bolas mirins

Sempre Jovem

Fim de festa: madrugada no metrô

Nenhum comentário: