22.9.12

CASA DA FAZENDA DO VIEGAS em SENADOR CAMARÁ

Coluna do Ancelmo Gois (O Globo) de 13/9/12


A fazenda e sua capela (face correspondente à seta do mapa)
"Casa rural característica da época colonial, com capela anexa, foi construída em 1725 e teve no seu engenho a exploração da cana-de-açúcar por quase 80 anos. A partir de 1780 passou a atuar na atividade cafeeira, sendo uma das precursoras no Brasil." (Guia do Patrimônio Cultural Carioca)

A casa da fazenda do Viegas e sua capela foram tombadas pelo IPHAN em 1938, pelo Município em 1996, pertencem atualmente à Prefeitura da cidade e estão em mal estado de conservação, aparentemente ocupadas por invasores. O endereço é Rua Marmiari, 221 (Senador Camará). Existe um zelador no portão que abre o cadeado para eventuais intrépidos visitantes.

Segundo um contato da Secretaria de Conservação da Prefeitura, “o seu entorno está num processo de favelização violento e desordenado. As instalações, onde havia equipes da Prefeitura trabalhando, tiveram que ser abandonadas, devido à insegurança. Somente após ação policial haverá possibilidades de se recuperar a fazenda que teve até os anos 2000 uma importante atuação na região.”

Close-up da capela.  "A casa de fazenda apresenta uma solução peculiar para a conjugação da capela ao corpo da casa, aproveitando a topografia do terreno. O coro da capela, que funcionava como tribuna para os proprietários, comunica-se diretamente com o alpendre da casa, enquanto a nave, que se desenvolve num plano inferior, tem acesso externo no nível do terreno." (Guia da Arquitetura Colonial, Neoclássica e Romântica no Rio de Janeiro)
No verbete VIEGAS, Fazenda do do Dicionário da Hinterlândia Carioca, escreve Nei Lopes: "[No século XVIII,] a fazenda, cultivando cana-de-açúcar e produzindo derivados em seu engenho, foi considerada a segunda em importância na freguesia de CAMPO GRANDE. No início do século XIX, com o advento da CAFEICULTURA, a fazenda, com seus campos de cultivo se estendendo até o Lameirão e a Serra do Viegas, destacou-se como uma das maiores e mais produtivas."


Tomada um pouco mais de longe (do local da seta no mapa)

Lateral da fazenda (à direita da seta)

Telhado  bem deteriorado e já não contendo as telhas originais, e sim telhas industriais  visto por detrás (face oposta à da seta)

Vista do terreno da fazenda. A rigor o morrinho onde está a fazenda constitui  o Parque Municipal Fazenda do Viegas, mas a degradação da área impede seu usufruto pela população da região, carente de áreas de lazer. Fotos do editor do blog.