2.10.09

RIO DE JANEIRO DE ENCANTOS MIL

Texto de Paulo César Martinez y Alonso (Pró-Reitor de Desenvolvimento da UniverCidade)


Praia de Copacabana; ao fundo, Leme e Pão de Açúcar

O Rio de Janeiro precisa de gente que vive, ama e trabalha pelo seu permanente progresso, desenvolvimento e (re)construção. E, para tanto, não somente o carioca como todos aqueles que elegeram o Rio para viver precisam se empenhar para que a Cidade possa continuar Maravilhosa. Para que isso ocorra, todos os cidadãos devem contribuir. E as autoridades constituídas têm o dever constitucional de zelar por sua segurança, além, é claro, de buscar caminhos, visando oferecer, e de forma permanente, educação, cultura, cidadania, saúde e bem-estar social.


Praia de Ipanema, pertinho do Arpoador

Não há no mundo Cidade mais encantadora. Paris, Londres, Roma, Atenas, Jerusalém, Cairo, Tóquio e Nova York guardam seus encantos, suas tradições, suas culturas e suas civilizações. A Cidade Maravilhosa, coração do Brasil, guarda encantos mil. Guarda praias, abriga florestas, encanta com o Pão de Açúcar e é abraçada pelo Cristo Redentor, que, diariamente, do Alto do Corcovado, também abençoa a todos, e sempre de braços abertos.


Corcovado visto do Jardim Botânico

Entre o sol de Ipanema, o mar de Copacabana, as Lagoas Rodrigo de Freitas e de Marapendi e a Mata Atlântica, está geograficamente a Cidade do Rio de Janeiro, que vem servindo de inspiração permanente para músicos, cineastas, poetas, escritores e artistas plásticos. Tom Jobim e Vinícius de Moraes, por exemplo, se serviram dos cenários da Cidade para compor músicas inesquecíveis, além de Chico Buarque e Belchior, dentre outros. João Cabral, na Praia do Flamengo, Manuel Bandeira, na Glória, e Carlos Drummond de Andrade, em Copacabana, foram, lembrando o poeta português Fernando Pessoa, grandes "antenas do Mundo". Fizeram versos e poesias, declarando, dessa maneira, amor e paixão, além de reverência, pela cidade. Pancetti e Sylvio Pinto, com suas marinhas, retrataram o litoral da Cidade, do cais do porto a Grumari.


Casa França-Brasil; ao fundo, Igreja da Candelária

Que maravilha! A atriz Teresa Rachel costuma dizer que, quando está com as malas prontas para viajar, curte a idéia de passar alguns dias fora, mas, quando demora em uma capital, sente saudades do Rio de Janeiro. Sentimento que certamente é dividido por todos os cariocas. Aliás, sentir saudades do Rio de Janeiro é até motivo de orgulho. A magia da cidade, com seu clima paradisíaco, banhada pelo Atlântico Sul, debaixo da linha do Equador e sob o Trópico de Capricórnio, seduz. E não é à toa que ela recebe, e sempre com hospitalidade, pessoas de todas as partes do mundo.


Igreja de N.S. da Lapa dos Mercadores vista da Rua do Mercado

Lembrando o maestro e compositor Tom Jobim, "Minha alma canta, vejo o Rio de Janeiro. Estou morrendo de saudades. Rio, teu mar, praias sem fim..., você foi feito para mim...". Aqui apareceram a Garota de Ipanema (..."olha que coisa mais linda, mais cheia de graça..."). Salve Helô Pinheiro, imortalizada pelo maestro maior, e o Menino do Rio, do baiano Caetano Velloso. As imagens das praias cariocas, do Morro Dois Irmãos, do Joá, do Jardim Botânico, da Princesinha do Mar, da Ilha Fiscal, da Floresta da Tijuca e dos carnavais (Mangueira e "as rosas não falam", de Cartola e de Dona Zica, Império Serrano, Beija-Flor, Portela e Salgueiro), sem esquecer do Maracanã (50 anos de vida e de glórias) são registradas por todas as emissoras de televisão do mundo.


Detalhe do Rio Antigo

Gláuber Rocha, Albino Pinheiro, Leila Diniz, Mário Peixoto e Sérgio Cabral foram/ são alguns dos personagens mais ilustres da Cidade. O Rio Antigo, de Ferrer, de Debret e de Rugendas...


Favela Pavão-Pavãozinho vista da Rua Raul Pompéia (Copacabana)

Ser carioca, aliás, é um estado de espírito, como costuma dizer a colunista Danuza Leão, sempre tão exuberante nas palavras. Ruas, praças, becos e favelas da Cidade estão imortalizadas, em belas canções. A Rua Nascimento Silva, por exemplo, ficou eternizada na voz da "Divina" Elizeth Cardoso, assim como o bairro de Copacabana, nas interpretações de Farney.


Igreja da Glória

Poder contemplar o projeto paisagístico do Aterro do Flamengo, a Igreja da Glória, no alto da Colina do Outeiro, a Candelária, os prédios centenários e históricos do Centro Cultural do Brasil e a Casa França-Brasil, assim como o Mosteiro de São Bento - uma jóia rara - , é absolutamente fantástico.


Igreja da Glória (detalhe)

Caminhar pela Paineiras é igualmente prazeroso. E a Cidade vista lá de cima mais parece um imenso, e gigantesco, postal. Em cores... Santa Teresa também encanta, com seu charme e beleza.


Cariocas ilustres: João do Rio, Rosinha, Villa Lobos, Noel Rosa, Manuel Bandeira, Madame Satã, Portinari, Di Cavalcanti

O Rio de Janeiro merece que todos seus habitantes trabalhem pela valorização dos seus encantos, pela preservação da sua história, pela divulgação da sua cultura, pela propagação da sua música, pela proteção ao seu rico meio-ambiente e pela obstinação em transformar, e definitivamente, a Cidade Maravilhosa no portão principal de entrada do turismo da América Latina.


Jardim Botânico: Chafariz das Musas

Para tanto, faz-se mister que todos juntos estejam de prontidão e em sua defesa.


Beco dos Barbeiros

Sempre.

O Rio é simplesmente incomparável !



Praia de Ipanema: ao fundo, Morro Dois Irmãos e Pedra da Gávea

Texto originalmente publicado no livro Anos de avanço na educação, no Jornal de Brasília e Jornal do Commercio. Postagem originalmente publicada neste blog em junho de 2007 mas vale a pena ver de novo. Fotos do editor do blog.

12 comentários:

Jôka P. disse...

Orgulho no meu coração caRIOca !

Antonio Luiz Júnior disse...

Oi Ivo!
Como tá? Tudo certo?
Quanto tempo! TO sem computador! Nem no trabalho, nem em casa, nem em lugar algum. A Marisa envioou as fotos, tu viu? haha
E quanto ao seu post, eia paixão heim! Abraço!!

Dolores disse...

Dear Ivo,

Fiquei encantada em poder apresentar o Rio de Janeiro, através de seu blog, a amigos meus. Em também fazer com que brasileiros que moram aqui conheçam seu próprio país, grande parte dos imigrantes não conhece nada além de sua cidade natal.
Fotos lindas acompanhadas de uma prosa boa! So faltou o cafezinho...
Agradecida por esse passeio.
Congratulations!
(enviado por e-mail do Canadá)

Eliete disse...

Sou uma carioca que ama de montão a nossa Cidade Maravilhosa e ver as fotos tão bonitas só posso lhe
dar parabens. Já coloquei uma foto da Lagoa como papel de parede pretendo renovar várias vezes. Vou enviar o seu blog para minha irmã que também é carioca apaixonada mas está morando em Sergipe. Muito Obrigada e sempre que tiver novidades lembre de mim. (enviado por e-mail)

Wilton disse...

Olá!
Caro Ivo, passei para deixar um abraço e ler as coisas interessantes que você publica em seu blog. Aqui, é um lugar bem aprazível, um espaço dedicado ao nosso Rio de Janeiro, que é obrigatório para quem adora esta cidade.Um grande abraço.

Jonas Prochownik disse...

Ivo, vc. sempre brilhando com as belas fotos. E com enorme prazer que venho aqui. Um abraço do amigo Jonas.

Paulo Osrevni disse...

Morro de saudades do Rio... Mais que saudades, angústia. Vejo a demolição paulatina da Cidade Maravilhosa e não sei o que fazer para revertê-la. Temos que salvar nossa cidade, símbolo e resumo do nosso país! O Rio de Janeiro, hoje, exige a luta constantre daqueles que o amam. Longa vida ao Rio!

Lara Baz disse...

Belas fotos e texto, quem já tinha orgulho de ser carioca antes, após le-lo enxe o peito pra falar "É lá que eu moro, Cidade Maravilhosa".
Parabéns!!!

roque disse...

Olá. Passei por aqui, gostei do que vi e, mais, se você não se importar, vou pegar emprestada a foto dos cariocas ilustres, ok? Obrigado.

Osmar Costa disse...

Ivo, show de bola... sabe que na semana passada, eu tirei fotos do interior da Igreja NS da Lapa dos Mercadores, da Igreja da Glória (perto de casa), dos Cariocas Ilustres e da Wiskeria aqui da Travessa do Ouvidor, do chafariz e do Jardim Botânico e de alguns becos do Centro do Rio. Curioso vc tb, estou cada dia mais impressionado com este Rio verdadeiro. Quero fazer ainda umas fotos dos becos do Centro do Rio.
Qdo eu postar, te aviso. abç,

Cynthia Magnani disse...

Olá amigo!

Tenho um blog sobre o Rio de Janeiro, chamado "O Rio que a gente quer" (www.orioqueagentequer.blogspot.com). Trata-se de um espaço para falar sobre os problemas da cidade e tentar chamar a atenção das autoridades para eles. Gostaria de fazer uma parceria com seu blog. Se aceitar, colocarei um link no meu blog para o seu.

Obrigada

Cynthia

Otavio de Miranda Santos / Vanessa Andrade de Miranda Santos disse...

Caro Sr.
Acabei de conhecê-lo,um pouco naturalmente, através de seu blog sôbre o Rio de Janeiro.
Meus avós e tios e tias também aqui chegaram no início do século passado provenientes de Hamburg.
Todos aqui chegaram ,viveram e amaram profundamente esta cidade maravilhosa.
Vou ler suas postagens com mais calma e passar,doravante, a seguir seu blog,.
Parabéns!