9.12.09

ESPERANÇA DE PAZ PARA O RIO II

TEXTO DE RICARDO ALBUQUERQUE TRANSCRITO DO JORNAL O DIA. FOTO OBTIDA NESSE MESMO JORNAL.




Quem passa pela Rua Sá Ferreira, em Copacabana, percebe que o cenário é de profunda mudança. No alto do Pavão-Pavãozinho, as obras da Unidade Pacificadora de Polícia (UPP) estão mais aceleradas que as do PAC. Ontem, policiais do Bope se reuniram com moradores para explicar detalhes da ocupação. A menos de 100 metros do encontro, o turista australiano Simon Brown, 39 anos, se divertia fazendo fotos sem medo de ter a câmera roubada ou de ser advertido por algum traficante.

“Era comum um ‘avião’ do tráfico vir aqui no hotel pedir para os turistas pararem de filmar e fotografar a ‘firma’”, recorda Plácido Filho, chefe da recepção do Ducasse Rio Hotel, na esquina da Sá Ferreira com a Ladeira Saint Roman, um dos principais acessos ao Pavão-Pavãozinho. “A UPP foi uma grande sacada, trouxe segurança 24 horas por dia”, analisa
.

DESDE A SUA CRIAÇÃO ESTE BLOG SE POSICIONA CONTRA A DITADURA DO TRÁFICO NAS COMUNIDADES. PARA LER NOSSAS OUTRAS MATÉRIAS SOBRE A VIOLÊNCIA NO RIO, CLIQUE NO MARCADOR ABAIXO.

Nenhum comentário: