13.2.06

DOMINGO CHUVOSO II

Domingo de sol a gente sabe o que faz aqui no Rio: vai à praia, vai passear. Mas e quando chove? Chuva não tem a cara do Rio. Existe uma palavra inglesa, serendipity — criada por Horace Walpole no século XVIII em alusão ao reino de Serendip, o Ceilão — que é a capacidade de "esbarrar" com coisas boas e inesperadas, por acaso (existe um correspondente português, "serendipidade", mas soa artificial). Eu que tenho alma de andarilho e acredito em serendipity mais do que no horóscopo, saí à rua com chuva e tudo — verdade que ela acabou dando uma boa trégua. Vejam por onde andei:

Calçadão de Copacabana

Centro Cultural Oi Futuro

Castelinho da Praia do Flamengo

Vista do Castelinho



Túnel Novo



Baile de Carnaval na Praça do Lido, em Copacabana

Desfile da Beija Flor (sem os carros alegóricos) na Avenida Atlântica, em Copacabana

Fotos de Ivo & Mi. O Centro Cultural Oi Futuro (ex-Telemar) fica na Rua Dois de Dezembro, 63 - Catete - pertinho do Largo do Machado. Ocupa o prédio da antiga Companhia Telefônica Brasileira, que também já abrigou o Museu do Telefone. O Castelinho do Flamengo, construído entre 1916-1918 para residência do proprietário da Construtora Silva Cardoso, é um exemplo típico do ecletismo em arquitetura, mesclando elementos art-nouveau, neo-renascentistas italianos, neogregos e neogóticos franceses, formando uma "colcha de retalhos". Desde 1992 abriga o Centro Cultural Oduvaldo Vianna Filho, uma videoteca municipal, mas só a arquitetura do prédio já vale uma visita - e é grátis. Situa-se na Praia do Flamento, 158 - esquina com a Dois de Dezembro.

7 comentários:

Marilia Mota disse...

Bom que V. nunca me deixa esquecer do quanto eu amo o Rio!

Anônimo disse...

sebastião

a chuva
enterra
mais flechas
no peito
do meu padroeiro
(tião
do rio de janeiro)

Nel Meirelles
http://www.falapoetica.blogger.com.br

Jôka P. disse...

Ivo e Mi,
as fotos estão dignas de uma exposição no MAM !!!
Refletem o seu bom gosto artístico, o apuradíssimo senso estético e finalmente, but not least, o amor e o respeito que têm pelo Rio de Janeiro.

Se usasse chapéu, eu o tiraria agora.
Mas uso boné...
Tiro o boné pra vocês!
:D
Arrasaram !
Abçs!
JÔKA P.

Jôka P. disse...

:D
Abç!

Vinicius Factum disse...

Bom dia!
Obra literária tb é uma das vítimas... Não deixe de ler a matéria no meu Blog "Queijo coalho, CD e DVD". Participe desse debate!

Abs,

Vinícius Factum

Tânia disse...

Bom dia IVO!

há muito tempo recebo seus e-mails com seus poemas e outros textos. Gostei muito do seu blog. Hoje parei e vi com mais calma. Gostei da história da banca de revista do Sr. Toni e da ajuda que lhe foi dada, meu olhos lacrimejaram! Vi também as esculturas de areia e o link que levará ao site e tenho uma sugestão: Coloque o link para abrir em uma outra janela, pois como ele está mais ou menos do meio da página, ao clicarmos, saímos do seu blog e terminamos "esquecendo" de voltar, pois as esculturas de areia são muito... hum... maravilhosas, claro que não estou desmerecendo o seu trabalho que também está lindo... mas nós seres humanos, muitas vezes somos como crianças. Quando temos um novo briquedo, terminamos deixando os outros de lado e só depois de algum tempo lembramos dos mais velhinhos :-).

Um grande abraço e continue com seu trabalh maravilhoso.

Manuela Marques disse...

Moro no Rio, mas em outro Rio que não o teu. Mais ao sul, em terra de pampas e minuano. Sou gaúcha. Acabei “esbarrando” por acaso nesse belíssimo blog. Serendipidade? Bem, como boa alma andarilha, creio que sim. =)