30.7.09

CHOVE CHUVA


Tomara que chova, três dias sem parar, dizia a velha marchinha de Carnaval. Chove chuva, chove sem parar, diz a música de Jorge Ben Jor. Pois não é que a estação de chuvas, que no Rio de Janeiro coincide tradicionalmente com o final da primavera, resolveu se estender pelo verão, outono e inverno? A impressão é que aqui no Rio o aquecimento global não “pegou”.


Orla de Copacabana


Arpoador


Ipanema


A chuva vista da janela do ônibus (fechada para você não se molhar)


O gari continua trabalhando...


A chuva não espanta o ciclista


Lagoa com o Corcovado ao fundo


Guarda-chuva: companheiro indispensável


Chove chuva, chove sem parar


Guarda-chuvas

Fotos do editor do blog.

3 comentários:

Osmar disse...

Olá, Ivo,
Continuo visitando o seu blog com prazer.
Parabéns!
E Feliz Ano Novo!
(comentário enviado por e-mail)

Alexandre Core disse...

Tive sorte...peguei dois dias de Sol no Rio (01 e 02 desse mês). Depois, a volta à rotina da garoá em Sampa (não sei, sinceramente, como fizeram música pra essa chuva enjoada que molhe de baixo pra cima)

Um grande abraço,
CORE

Rio de Janeiro disse...

Parabéns pelo seu blog, e a Lagoa Rodrigo de Freitas, simplesmente linda.